História de Eraldo Lima: Um dos grandes nomes da Arte estanciana

O artista Eraldo Lima nasceu em 1950 no dia 15 de junho na cidade de Estância- Sergipe, no bairro de Santa Cruz. Filho de Edgar Barreto de Araújo e Erundina Lima de Araújo, como muitos daquela época, nasceu em casa, assistido pela parteira D. Maria de Kid.

Já em sua formação escolar, foi alfabetizado pela Prof.ª Ana Mendonça. Posteriormente estudou o primário com a Prof.ª Sula Amado, na Escolinha Santo Antônio. Ainda cursou o ginasial na Escola Graccho Cardoso, porém só o finalizou na Escola Técnica do Comércio, formando-se como Técnico em Contabilidade. Em sua infância jogou futebol, na posição de goleiro, no Clube Santa Cruz. Também jogou futsal no time de Independente, nos torneios realizados na Escola Técnica do Comércio.
Em sua família, foi o único que se aplicou às artes plásticas. Atualmente é casado com Josefa Roberta dos Santos (Lagarto-SE) e tem três filhos: Juliana, Luciana e Jenner. 
Ainda na infância já demostrava bastante inclinação para o desenho fato este que leva o seu pai a ser seu primeiro incentivador. Um fato relevante foi a febre dos álbuns de figurinhas em Estância, que acabou sendo suas primeiras fontes de pesquisa e aperfeiçoamento de técnicas de retrato a lápis, se empenhando a desenhar os rostos dos astros de Hollywood. O Instituto Histórico Geográfico de Sergipe foi o primeiro espaço usado pelo artista para demostrar seus trabalhos artísticos.
Um fato que chama atenção na sua primeira exposição foi o uso de suportes alternativos, a exemplo de portas de geladeiras (chapas de compensado de 2,00m X 0,80m), o que atraiu a atenção na época. Ainda nessa época conheceu seu Artu, grande incentivador dos pintores jovens de Sergipe daquela época, sendo a primeira pessoa a adquirir os primeiros trabalhos de Eraldo Lima acrescentando-lhe vários elogios, destacando o colorido das pinturas do artista.
Após a primeira exposição, Eraldo Lima começa a usar Eucatex/Duratex* como suporte, sendo influenciado ao visitar uma exposição do artista Zé de Dome, na Movelaria Menezes em Estância, o mesmo usou este material como suporte. Depois de experimentar, gostou e até hoje faz seus trabalhos com este material. Infelizmente não teve a oportunidade de conhecer o artista Zé de Dome pessoalmente, apesar do mesmo ter retornado várias vezes a cidade de Estância.
Já em 1965 no período de férias escolares, os seus tios levaram-no a São Paulo, e acaba conhecendo o MASP, onde visita a Bienal Internacional de Arte de São Paulo, podendo se atualizar nas artes que eram produzidas no Brasil.
Um fato recorrente na vida de Eraldo Lima é a diversificada forma de pesquisa que o mesmo procurava encontrar em tempos que escolas de artes eram escassas em Sergipe. Eraldo é eternamente agradecido ao Sr. Divaldo (diretor da Lira Carlos Gomes), pois sempre que precisou deste espaço para expor, ele o cedeu gentilmente.
As mulheres lavando roupa, os tons diversificados e a gestualidade de suas obras acabam remetendo a um passado do povo estanciano, quando essa atividade era um processo natural entre as mulheres da cidade. 
Ao mesmo tempo que remete ao passado, as obras deste artista possui um certo tom de espiritualidade, uma procura espacial. De acordo com Betânia Vargas ceramista baiana/Profª UFBA as obras de Eraldo Lima reflete a uma procura espiritual do homem imensidão da natureza, ainda destaca os traços determinados de um pesquisador incansável.
Em suas telas podemos perceber uma certa ligação do homem com a natureza, o homem faz parte da natureza e vivem em uma mesma realidade. Atualmente o artista se dedica a pintura com temas predominantemente da cultura de Salvador, como o Pelourinho, as embarcações, baianas e as paisagens da cidade, e ainda é possível notar as referencias quanto as lavadeiras, e paisagens estancianas em sua sobras. Conversando com alguns populares e intelectuais da cidade de Estância, percebemos quanto reflete a importância do Artista Eraldo Lima  para o fortalecimento da cultura estanciana. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *